sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Hostess e Luísa Mel

Viver em São Paulo é mais perigoso do que se imagina...vivo presenciando cenas pra lá de bizarras!

Um dia um senhor entrou no ônibus segurando - juro! - uns 20 exemplares de METRO (jornal ótimo, distribuído de manhã em SP, gratuitamente). Já eram 8h30 eu sabia que não conseguiria achar um puto distribuindo o jornal quando descesse do ônibus então, na educação e na humildade, pedi ao senhor, UM jornal....
- Não, são TODOS MEUS!!
- Enfia no cu, Velho! Vai fazer O QUÊ com tanto jornal? FORRAR GAIOLAAAA?

E segui meu caminho, porque né? Vou me estressar? Por que, se ele está no direito dele, né? 
Velho escroto!


Mas hoje meus caros, HOJE, foi bizarro!
De manhã, deixei passar TRÊS ônibus, até conseguir entrar em um. Quando consigo entrar, vou no glamour... prensada na porta daquele ônibus eu me senti uma hostess, tinha que avisar o motorista sem pescoço quando ele poderia fechar a porta sempre que alguém subia. Senão ele ficava lá  paradão, sem pressa alguma! Claro né? Ele já chegou no trabalho dele!!
Motorista escroto!

A tarde, na VOLTA, ficou mais tenso....
No segundo ponto da Av. Faria Lima entrou uma garota total-hype segurando uma bolsinha de moedas marrom na mão. Ela ficou em pé ao meu lado, enquanto eu, morta, estava sentada num degrau, ao lado de uma senhora que estava no primeiro banco do ônibus - andar de ônibus em SP é garantia de conforto, afinal, pago TRÊS REAIS para isso!
Comecei a reparar na garota, ela era style, do tipo que chama a atenção, usava um anel de caveira dourado lindo, e eu achei FOFA a bolsinha de moedas dela, cheia de peninhas...
Daí a coisa começa a piorar, porque eu descobri que a bolsinha de peninhas marrom era na verdade, um filhote de PARDAL, VIVO!!!
Não, ninguém acreditaria nisso, -assim como não acreditam no sapo do metrô Tucuruvi, mas enfim..
Decidi que teria de tirar uma foto do bicho!
- Ele tá vivo?
-Tá, olha peguei ele na rua, deve ter caído do ninho, dei a volta no quarteirão, mas não vi o ninho (??????????????????)
- Ah.... bonito ele.
- To levando no meu veterinário, alí na R.Cerro Corá.
- Legal da sua parte...

Daí a senhora ao meu lado puxou uma triste conversa sobre animais... blablabla.
Eis que entra no ônibus uma mulher portando uma sacola 'meio' esquisita, mostrei pra garota e só o que pudemos fazer foi soltar uma gargalhada quase infinita! A partir disso, tirar a foto, foi fácil!!

Agora vamos ilustrar?

A menina Luisa Mel e o pássaro:

A sacola da mulher:

Depois que ela desceu do ônibus, entraram 3 adolescentes que não sabem ler e mal conhecem São Paulo, pegaram o ônibus errado e estavam todos desesperados.

Aaah sim, e entrou uma senhora que olha, tive que dar uns gritos com ela:
- Mocinha, vai mais pra lá, preciso sentar, tenho pinos na perna.
- O degrau é meu, a senhora tem pino na perna, deve sentar num banco, olha essa gente DESUMANA e pede um lugar, não é justo.
Uma moça teve compaixão e cedeu o lugar pra ela.

Um comentário:

  1. otima estoria essa ju! merece um episodio de comedia da vida privada ou qq coisa assim! ^.^

    ResponderExcluir